quarta-feira, 1 de fevereiro de 2017

Tô velha, tô chata

Olá pessoas,

Sabe quando você do nada se sente mais velha(o)? Isso aconteceu comigo porque eu percebi que com o passar dos anos eu fui ficando muito mais criteriosa do que eu costumava ser...

Então, eu estou passada já do meu quarto de século em idade e eu tenho notado mais e mais que eu não me importo em como as pessoas julgam a minha aparência, e que eu tenho tido muito mais preocupação com ser verdadeira comigo e ciente das coisas que me representam e me fazem bem.

Ou seja isso significa que eu tenho prestado mais atenção àquilo que eu consumo e uso, passando pela seguinte lista:

- Roupas
Estou tentando apoiar marcas menores e que não trabalham com condições de dignidade com seus empregados. Por isso eu quero cada vez mais consumir as marcas alternativas brasileiras, ainda que sejam (de certa forma) cara e disponíveis apenas online, exemplo: Black Frost, Dark Fashion, Queen of Bones....

- Cuidados de pele e cabelo
Esse é um tópico que eu precisei aprender muito, porque eu nunca lia os ingredientes da embalagem. e hoje eu sou a loca que passa por vários produtos e fico falando "não"..."não"... "você ok"....
Isso porque eu não estou mais comprando produtos que contenham petrolatos. Não vou me estender no porque, simplesmente a indústria cosmética usa porque é barato, dá a sensação errônea de hidratação, mas na verdade tá fechando e entupindo os seus poros. Ao invés disso eu uso produtos que contenham elementos emolientes de verdade, exemplo: glicerina e phantheol.

- Beber água
Essa é uma coisa básica que a gente não dá atenção né? Eu tô prestando mais atenção pra tomar todo dia os meus 6 copos de água (que foi a quantidade que eu me prometi que tomaria todos os dias na minha meta do ano de 2017). Para isso eu montei um bullet jornal pra me ajudar a rastrear os meus mais novos hábitos saudáveis.

- Qualidade > Quantidade
Não quero ter um guarda-roupas lindo e gigante cheio de peças alternativas muito tr00. Não, eu quero um espaço que contenha as peças de roupa que me representem, me deixe confortável e que seja organizado pra eu saber tudo aquilo que tenho para usar, e se alguma coisa ficar velha, comprar porque eu preciso, e não só porque eu quero.

Ou seja, fiquei velha e criteriosa, mas acredito que isso demonstre uma maturidade minha.
Você já parou pra pensar naquilo que está te fazendo mal, e naquilo que pode te fazer bem?

Até a próxima e.... tchau!

4 comentários:

  1. Mas isso é fato amadurecer tem todas essas mudanças e começamos a questionar com razão e usar melhor nossa grana.bjsss sua linda

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É que as pessoas que estão ao redor de repente começam a falar, nossa mas você tá chata! Mas é um processo não é? Não posso interromper a minha evolução natural...

      Excluir
  2. Alê eu também fiquei mais criteriosa (e exigente rsrs) à medida que fui amadurecendo. Muitas coisas fiquei mais conscientes e mais seletiva. O Tr00 não me interessa mais tanto quanto o conforto e versatilidade,por exemplo.
    Eu adorei esse teu post, é bom ver que não estou sozinha nestas mudanças. <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai, fatos da vida né?
      Acho que a gente reavalia prioridades quando cresce...

      Excluir